Confira os conselhos da especialista

– Ignorar os sintomas não é solução mágica
É importante estar atento aos sinais do seu corpo e procurar ajuda quando algo não parecer bem. Segundo o urologista Claudio Murta, dificuldade para urinar, sangramentos na urina, sensação de massa na região abdominal ou mesmo dor no órgão genital são sinais claros de problemas de saúde. “Mascará-los com o uso indevido de medicamentos ou misturas caseiras podem agravar o caso”, alerta.

– Seguro é não fumar
Não existe quantidade mínima ou indicada quando falamos de cigarro. O tabagismo está ligado a doenças graves como câncer de bexiga, rim, pulmão, cabeça e pescoço, além das doenças cardiovasculares e a disfunção erétil (impotência sexual). Buscar ajuda para cessar o consumo é uma estratégia inteligente e garante inúmeros benefícios para a saúde, logo de início.

– Mexa seu corpo
Atividade física é mesmo fundamental, um compromisso pessoal e intransferível. “Está mais do que provado que a prática regular (de atividade física) diminui a incidência de problemas graves de saúde, inclusive para pacientes que já estão em tratamento do câncer”, ressalta o urologista Giuliano Guglielmetti, médico do Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (Icesp) e do Hospital das Clínicas (HC).

Escolher um esporte que te motive a melhorar seu desempenho ou mesmo misturar práticas diversas para não enjoar são boas apostas.

– Beba mais água
A ingestão de água – pelo menos dois litros diários – e outros líquidos saudáveis, como sucos naturais e chás, diminui as chances de infecções urinárias e a formação de cálculos renais. Em paralelo, ainda hidrata o corpo e deixa pele e os cabelos mais bonitos. Nada mal, não é mesmo?